Motivação

"O que você pensa quando alguém fala em motivação?"


Provavelmente um estimulo que vem de fora ou um momento que você se sente bem com sua vida e com você mesmo, e te leva a fazer coisa(s) com empolgação, não é mesmo?


O motivo é a razão de ser de algo, impulsiona e dá sentido à ação ....Motivação!

Pessoas diferentes tem motivos diferentes para agir. Além disso, pessoas diferentes também tem valores, experiências, expectativas e até medos diferentes. Todo isso vai influenciar com como lidamos com o que precisamos e/ou queremos fazer.


E é por esse motivo, que a motivação precisa vir muito mais de nós mesmo do que dos outros (pessoas e situações) – Automotivação, que é a capacidade que você tem de buscar em você mesmo motivos ou estímulos para alcançar seus objetivos. Isso pode ser feito a partir do momento que você identifica estar desmotivado e então, começa a pensar em como lidar com isso.


Pode-se buscar ativamente de um estímulo externo: um curso, uma música, uma pessoa, um momento que tragam de volta a empolgação, mas precisamos de força pelo menos para buscar fora sem depender de que isso simplesmente chegue até você.


Muitas vezes, porém, é preciso fazer algo (um trabalho por exemplo) num momento em que exista dificuldade de manter a motivação. Nesse momento, a ajuda vem da referência que se precisa criar: o quê e como fazer, mais a disciplina para fazê-lo. Exceto nos casos de depressão (alguns estágios mais críticos), isso é perfeitamente possível, afinal, quantas vezes, mesmo desanimado, você já fez o que era preciso pelos outros? Então por que não fazer para você mesmo?


Uma vez motivado a começar, é preciso persistência para continuar. Sim, porque possivelmente serão encontradas dificuldades. Por este motivo, muitas vezes se torna importante dividir a meta final em metas menores, que podem ser comemoradas quando cada estágio é vencido – é o velho conhecido (e essencial) “um passo de cada vez”.


Mas o que fazer com tudo isso? Comece do começo: tenha um MOTIVO! Direcione seus esforços traçando um plano. Acredite, até raiva, ansiedade e medo bem canalizados, podem ser úteis como força propulsora. Direcione isso a seu favor e não contra você.

Conheça mais sobre você e o que quer conquistar, conheça e utilize técnicas de automotivação e, enfim, comece a agir!.


Cada passo dado servirá de renovação da motivação para o próximo passo.


Inspire-se!