Você sabe sobre o Programa de Saúde e Segurança do trabalho?

Quando o assunto é segurança e saúde no trabalho, estamos nos referindo à um conjunto de medidas que devem ser adotadas pelas empresas a fim de preservar o bem-estar do trabalhador e proteger a sua vida de possíveis acidentes no ambiente do trabalho. Buscando adotar práticas seguras, com a criação de metodologias mais adequadas e orientativas quanto a obrigatoriedade do cumprimento das Normas Regulamentadoras.


O PSST (Programa de Segurança e Saúde do Trabalho) visa uma análise profunda sobre as doenças ocupacionais e profissionais. Indo muito além, também diz respeito à preservação da qualidade de vida do trabalhador, considerando sua saúde física, mental e social.


Programa de Saúde e Segurança do trabalho
Programa de Saúde e Segurança do trabalho

Diante disso, estudos científicos comprovam que através da atuação do Programa de Segurança e Saúde no Trabalho a empresa/instituição garante uma série de vantagens, como:


• Redução dos riscos de acidentes de trabalho;

• Promoção de um ambiente mais adequado ergonomicamente;

• Redução dos casos de doenças ocupacionais;

• Estabelecimento de melhores condições físicas e psicológicas de trabalho para os colaboradores;

• Aumento da qualidade de vida no ambiente de trabalho, e com isso, maior produtividade por parte dos colaboradores.


A GLOBALBLUE tem acompanhado as alterações normativas que entrarão em vigor a partir de agosto de 2021, por meio da Portaria 6.730 de 09 de março de 2020, que aprovou a redação da NR-1 e a Portaria 6.735 de 10 de março de 2020 que deu nova redação a NR-9, ocorrendo mudanças significativas com a extinção do PPRA e a criação do PGR.


Isso porque, atualmente o principal documento para a elaboração de medidas de segurança da empresa é o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais — PPRA, cuja realização e implementação são obrigatórias de acordo com Norma Regulamentadora - NR9. Sendo esse, um instrumento de grande importância e observância para a segurança no ambiente do trabalho, no qual traz recomendações para a prevenção dos riscos ambientais existentes em cada departamento da empresa, incluindo os agentes físicos, químicos e biológicos.


Contudo, a partir de 2021 será extinto o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA, passando a ser substituído pelo Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR.


O que é o Programa de Gerenciamento de Risco - PGR?

O Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR passará a englobar e gerir todos os riscos ocupacionais existentes no ambiente de trabalho, inclusive os riscos ergonômicos e mecânicos, e não somente os riscos físicos, químicos e biológicos observados pelo PPRA.


Dentre significativas mudanças, trouxe a redução de custos e prazos, ou seja, diferentemente do PPRA que exige uma atualização anual, o PGR possui um prazo maior de dois anos e, para empresas que possuírem certificações em sistema de gestão de segurança e saúde do trabalho, o prazo poderá se estender até três anos.


No mais, a classificação dos riscos foi um dos pontos positivos. Isso porque no PPRA geralmente era feita a identificação, o reconhecimento e a avaliação dos riscos. Contudo, não era realizada uma classificação a fim de detectar o grau dos riscos apontados.


Diferentemente do novo procedimento adotado pelo PGR que além da identificação, deverá indicar o nível de risco ocupacional, determinado pelo apontamento das possíveis lesões ou agravo à saúde com probabilidade ou chance da sua ocorrência.


O principal objetivo da Política de Gerenciamento de Riscos - PGR é a definição de como serão conduzidas as atividades de gestão de risco, ou seja, informar quais serão as medidas adotadas pela empresa para lidar com as possíveis ameaças ou lesões que podem ser originadas em decorrência de cada atividade. Além do mais, mecanismos de como será executada, monitorada e controlada, desde o planejamento até a execução.

Em resumo, o PGR exigirá a criação do inventário de riscos ocupacionais e plano de ação como documentos indispensáveis para gestão de riscos.


Inventário de riscos: Documento no qual deverá descrever todos os riscos e perigos presentes no ambiente de trabalho. Deixando clara as informações das atividades exercidas, os perigos e possíveis lesões ou agravo à saúde do colaborador, dados da análise preliminar ou do monitoramento das exposições a agente físicos, químicos e biológicos, bem como, o resultado da avaliação de ergonomia, riscos, incluindo a classificação para fins de elaboração do plano de ação.


Plano de ação: A partir das informações coletadas no inventário de riscos, o plano de ação deverá conter medidas de controle para minimizar, controlar e eliminar os riscos que existentes no ambiente de trabalho.


Diante das significativas mudanças, a GLOBALBLUE, com orientação e suporte do profissional legalmente habilitado em segurança e saúde do trabalho e integração de cada departamento da empresa, adotou plano de ação, por meio da criação de política de gerenciamento de riscos, conforme o Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR dando a essa a finalidade a que se destina.


Como observa-se, o Programa de Segurança e Saúde do Trabalho desempenha um papel fundamental na empresa. Diante das razões e benefícios já apresentados, GLOBALBLUE desenvolveu metodologias através de treinamentos e campanhas internas periódicas, a fim de capacitar e conscientizar os seus colaboradores desde as medidas preventivas até o uso adequado de cada equipamento individual – EPI para maior segurança na execução da atividade.


Buscando ainda assegurar a integridade dos condomínios sob sua gestão e enfatizar a importância da observação das NR pelas operadoras de telecomunicações durante a prestação de serviços no qual são exigidos o cumprimento destas, a GLOBALBLUE criou um canal de comunicação com as operadoras e prestadores de serviços de telecomunicações com objetivo de conscientização sobre o dever do cumprimento das normas regulamentadoras aplicáveis durante a execução da atividade, seja ela de instalação ou manutenção, orientando os seus clientes/condomínios, por meio de informativos sobre as medidas adotadas, para melhor compreensão sobre o assunto.