top of page

Saúde Mental no Trabalho: O Caminho para a Satisfação e Realização

O Janeiro Branco está no calendário nacional de saúde como o mês da conscientização para os cuidados com a saúde mental. O mês de janeiro remete ao início de um ciclo e quando metas são traçadas para o novo período, inclusive os objetivos relacionados aos hábitos e cuidados com a saúde e o bem-estar, sendo assim um bom momento para dialogar sobre os cuidados com a saúde mental.



A cor branca remete à ideia de telas em brancos, sobre as quais podemos projetar, (re)desenhar, mudar e concretizar histórias.


Saúde Mental deve estar presente em todos os contextos de nossa vida e quando aprendemos a lidar com as emoções, podemos reproduzir isso em todos eles. Mas, então até mesmo no trabalho, pode existir felicidade? Veja os pontos a seguir.


1. Realização (social) – Apesar de geralmente uma necessidade, o trabalho é o meio pelo qual podemos no desenvolver e colocar em prática aprendizados e, em troca, ganhar o sustento para construir uma vida, buscando o que nos importa em diversas fases da vida. É o meio pelo qual subsistimos e também onde podemos medir nossa evolução e sucesso, traduções mais palpáveis de alo maior: nossa realização.

2. Carreira, e não emprego – É muito comum fazermos no trabalho coisas que, às vezes, não fazemos por nós mesmos fora dele. É geralmente a forma mais fácil de cansar e se ressentir. Ao invés disso, melhor nos voltarmos para nós mesmos e ter em mente a construção de uma carreira, na qual nos desenvolvemos e nos dedicamos não pelo que está fora, mas por nós mesmos, por nossa imagem e nossa história profissional.

3. Desenvolvimento constante – Uma ótima forma de nos desenvolvermos é termos motivos pra isso, que pode aparecer através de uma necessidade, uma obrigação ou mesmo um pré-requisito para crescimento hierárquico. Procure sempre estar desenvolvendo seus conhecimentos e desenvolvendo-se emocionalmente para garantir crescimento e realização.

4. Razão - Analise se estão sendo satisfeitas as “quatro dimensões da felicidade” que podem ser conquistadas no trabalho e reveja seus planos quando isso não ocorrer por muito tempo: condições materiais de existência, dimensão relacional, dimensão espiritual e dimensão pessoal - e busque equilíbrio entre elas.

5. Deixe sua marca – A melhor maneira de lidar com nossos compromissos, é utilizá-los como uma oportunidade de exercemos quem somos e o que acreditamos. Onde estiver e no que fizer, ao invés de se deixar levar, deixe sua marca.


Em alguns momentos da vida, nosso trabalho serve para o aprendizado. Em outros, um meio de conquistar nossos sonhos. Às vezes, pode ser meramente uma forma de subsistência antes do próximo passo, mas nada disso garante a felicidade pois, como ser humano, precisamos de mais.


"Então sim, é possível ser feliz no trabalho se ele satisfizer um propósito seu!

Pense nisso para construir seu novo ciclo."

Comments


bottom of page