Desafios

"Saia da zona de conforto e busque inspiração para você obter resultados".


Você já deve ter ouvido falar que os desafios nos movem, não é? Bom...algumas vezes o medo que temos dos desafios, pode nos paralisar. Mesmo assim, se queremos um resultado diferente em nossa vida, precisamos mudar a forma de fazer as coisas e considerar uma outra coisa que também já ouvimos: “sair da zona de conforto”.

Não que a Zona de Conforto seja completamente boa, o maior conforto dessa zona, na realidade, é que nela, lidamos com o conhecido. O desconhecido normalmente nos parece como uma ameaça. Mas quantas coisas desconhecíamos antes de aprender sobre elas. Quantos medos enfrentamos e fomos bem sucedidos anterioramente em nossas vidas? Claro que nem tudo obtivemos sucesso. Em muitas coisa sequer persistimos para saber qual seria o resultado. Mas algumas coisas conquistamos.


Algumas pessoas mais, outras menos, mas todos temos uma experiência pra lembrar. Algumas situações são temidas simplesmente porque nos disseram que era perigoso, ou era impossível, não era para nós, não conseguiríamos. Algumas dessas coisas foram ditas em silêncio, e justamente por isso permanecem tão fortes em nossas vidas. Você sabe diferenciar o que é um desafio real de um emocional pra você?


Talvez aí esteja um bom lugar pra começar: entender qual é na realidade o verdadeiro desafio, para então, lidar com ele. Diminuir as justificativas (explicações que damos para não fazer o que gostaríamos se tivéssemos coragem) e aumentar a instrução. Dependendo do nosso desafio, precisaremos de conhecimento formal, aprimoramento físico, força mental – ou tudo isso combinado.


Tudo bem, pode ser que precisemos de dinheiro, muito dinheiro. Já pensou em alternativas para conseguí-lo - de maneira ética, claro – e não de usar isso como justificativa para explicar o que você não conquistou?


Podemos enfrentar nossos medos (eles são importantes, sinais de alerta e cuidado) ou aceita-los. Mas tente não explicá-los demais, pois isso, além de não resolver nada, ainda nos deixa preso à impossibilidade de mudar o status do que desejamos, de um sonho para uma dor – ou uma possibilidade.


Comece por um motivo (meta, objetivo, propósito). Se isso for forte e importante o suficiente, crie um plano. Então, torne o desconhecido, seu conhecido e consequentemente o incontrolável, um pouco mais previsível e contornável. E comece a agir, se inspirando para conquistar resultados.


Comece a construir sua sorte!!